Protocolo de eletroterapia associada à micropigmentação

Tempo de leitura: 1 minuto

Pré – Procedimento:

Analgesia: Laser infravermelho de 830 nm

  • Realizar o bloqueio supra orbital e supratroclear utilizando fluência de 4 J
  • O laser infravermelho estimula a produção de Beta endorfina, com a diminuição da presença de prostaglandinas ocorre uma inibição dificultando a transmissão da sensação de dor para o córtex cerebral.
  • Atua no equilíbrio energético da região aplicada
  • Anti-inflamatório.

Assepsia: Alta – frequência

  • O Beauty Face gera uma tensão alternada de alguns milhares de volts que é aplicada à eletrodos de vidro. O gás dentro do vidro será então excitado e irá produzir pequenas ‘’faíscas elétricas’’, durante esse processo é gerado o ozônio que possui dentre várias propriedades a ação bactericida e antisséptica.

Assepsia: LED AZUL 470 nm

  • OS ROS (radicais livres) reagem com as moléculas de hidrogênio presentes na membrana citoplasmática da bactéria impedindo que esta, por sua vez, realiza suas trocas metabólicas.


Pós- procedimento:

Regenerar: Laser vermelho 658 nm

  • Os termos receptores absorvem a energia e aumentam a produção de fibroblastos, havendo maior regeneração de colágeno, reativando as células, aumentando sua permeabilidade e a dermotonificação cutânea

Cicatrizar: Microcorrentes MENS

  • Reestabelece a bioeletricidade tecidual
  • Aumenta a síntese de ATP
  • Transporte ativo de aminoácidos
  • Síntese de proteínas
  • Redução de edema

Tratamento do edema: Laser infravermelho 830 nm

  • Estimula a motricidade linfática, a linfangiogênese e a atividade de macrófagos, suaviza os tecidos fibróticos, melhorando a contratilidade nos tecidos que auxiliam no transporte linfático, através dos vasos linfáticos.

 

Patricia Lopez – Consultora Científica da HTM Eletrônica

 

Fonte: Blog HTM Eletrônica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *