Idosos com maior autoestima podem viver mais

Tempo de leitura: 1 minuto

Estudo sugere que idosos com maior autoestima podem viver mais

Cientistas acompanharam mais de 3 mil pessoas da Inglaterra por 8 anos. Pessoas mais velhas mais felizes têm menos declínios físicas do corpo.
Pesquisa que avaliou o bem-estar físico e mental de idosos sugere que pessoas mais velhas que são mais felizes conseguem desacelerar os sintomas do envelhecimento em comparação com aqueles mais “desgostosos” com a vida.

O estudo avaliou a satisfação de vida com a ajuda de quatro perguntas: “eu gosto das coisas que eu faço?”, “eu gosto de estar na companhia de outras pessoas?”, “quando faço uma retrospectiva da minha vida tenho sensação de felicidade?” e “me sinto cheio de energia nos dias de hoje?”. Segundo o estudo, idosos com mais qualidade de vida eram aqueles com maior nível socioeconômico, mais estudados ou que eram casados. Idosos com baixa satisfação com a vida tiveram doenças cardíacas, diabetes, artrite ou depressão.

Idosos com mais autoestima estão propensas a desenvolver menos deficiências em atividades básicas diárias (como tomar banho sozinho), além de não registrar declínios na velocidade de caminhada.

Fonte: Gerofisio

Diprofisio
www.diprofisio.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *